Contextos de uso do indefinido plural uns/umas em contraste com alguns/algumas

Renata Soares

Resumo


Em geral, quer o indefinido plural uns/umas quer os quantificadores como alguns/algumas introduzem sintagmas nominais indefinidos, têm valor existencial e, tradicionalmente, o uso do artigo indefinido, quer no singular quer no plural, num sintagma nominal, pressupõe que a entidade designada por esse sintagma existe no universo do discurso, mas que o ouvinte não é capaz de o identificar. Existem fatores de ordem sintática que justificam agrupar o artigo indefinido e o quantificador alguns na mesma classe paradigmática, pois estas duas formas têm distribuições muito semelhantes, ou seja, ambas podem iniciar um sintagma nominal e nenhuma pode ocorrer em posição intermédia típica dos quantificadores vagos, que são quantificadores que indicam vagueza na interpretação, tais como muitos e poucos. No entanto, alguns/algumas pode introduzir sintagmas nominais indefinidos em construções partitivas, ao contrário de uns/umas, e apresentam leituras semânticas diferentes.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

 

       

 

 

                          

 

 

ISSN: 1647-4058 

 

 

LISTA DAS REVISTAS