Estruturas de controlo obrigatório de sujeito em orações infinitivas: uma perspetiva comparativa entre o português europeu e o inglês

Mariana Ribeiro

Resumo


Com este trabalho pretende-se fazer uma descrição sintetizada de estruturas de controlo obrigatório de sujeito da oração subordinada a sujeito da oração subordinante e a forma como elas funcionam em Português e em Inglês. Para isso, abordar-se-ão questões como a da subordinação completiva e a do sujeito nulo, com vista a refletir brevemente sobre o processo de aquisição de estruturas de controlo em ambas as línguas; tentar-se-á sistematizar os tipos de verbos que entram neste tipo de construções e que licenciam o fenómeno de controlo obrigatório de sujeito da oração infinitiva a sujeito da oração principal.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

 

 Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.

 

                          

 

 

 

 

LISTA DAS REVISTAS