Dividir a História: da epistemologia à política?

Paulo Ferreira da Cunha

Resumo


A Historiografia acaba por desempenhar papel político de relevo, e as suas manipulações pro domo são frequentes. Em que medida as mudanças de visão das épocas históricas terão implicações políticas? Tal pode não ser muito evidente. Mas certamente que privilegiar este ou aquele evento como marco fraturante, ou abandonar aquela época na penumbra, ou autonomizar este ou aquele período, pondo-o em relevo, não deixará de ter consequências políticas. Este artigo relembra algumas questões de periodologia, e alguns desafios colocados por novas propostas e perspetivas. Procurando estar atento a uma possível leitura política dessa dimensão historiográfica.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

 

 

 

                 

      

 

 

 

Lista das Revistas