PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA MEMÓRIA: organização sistémica do Arquivo dos Condes de Azevedo

Ana Filipa Almeida Mendes

Resumo


Os Arquivos de Família constituem memória, memória essa que cria identidade sem a qual nada significaríamos. Os Arquivos familiares, particularmente, trazem até nós informação de comportamentos individuais e coletivos, nos níveis social, político, económico. Ultimamente, a Arquivística alia-se mais uma vez à História para nos trazer estudos de famílias e seus respetivos arquivos, o que nos permite conhecer vidas passadas, papéis sociais de outras épocas, transferências de património, etc. Este projeto foi realizado no âmbito do Mestrado em História e Património – Ramo de Arquivos Históricos da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, mediante um estágio curricular no Arquivo Municipal de Vila do Conde, onde se encontra o Arquivo dos Condes de Azevedo. O trabalho realizado visou a elaboração de um Quadro Orgânico Funcional do Arquivo Familiar dos Condes de Azevedo, organizado e concebido através de uma perspetiva sistémica com base nas gerações da família, preservando a orgânica da estrutura familiar.

Palavras-chave: Arquivos de Família; Condes de Azevedo; Quadro orgânico-funcional


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.




Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Copyright © 2013 | CIC.Digital (Porto) | Contacto: gabinete_ab@hotmail.com | ISSN 0873-5670 | eISSN 2183-6671 | D.O.I. 10.21747/21836671/pag