CULTURA LETRADA NO BRASIL COLONIAL: bibliotecas, livros e leitura

Alessandro Rasteli, Rosângela Formentini Caldas

Resumo


Considerando a importância do resgate da cultura letrada, descreve-se o panorama do percurso das bibliotecas, dos livros e da leitura no Brasil colonial. Observa-se que são poucas as pesquisas abordando as primeiras bibliotecas brasileiras, assim como o fluxo das informações impressas e conseguinte as práticas leitoras no período de colonização. Em face disso, objetivou-se, através de pesquisa bibliográfica e descritiva, traçar um panorama sobre os aspectos da cultura letrada no Brasil colonial, atentando-se para questões como a formação das primeiras bibliotecas, a introdução da imprensa no século XIX, os aspectos da vida cotidiana e o fluxo dos materiais impressos. Conclui-se que no princípio, a apropriação da escrita, do livro e da leitura esteve, basicamente, nas mãos dos religiosos e daqueles que detinham um poder aquisitivo. A responsabilidade de se resgatar e preservar a história brasileira reverte-se para que as gerações atuais e futuras possam compreender melhor os acontecimentos socioculturais que compõem a sua memória.

Palavras-chave: Bibliotecas, Brasil colônia; Bibliotecas brasileiras, história; Leitura, Brasil colônia; Livros, Brasil colônia


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.





Copyright © 2013 | CIC.Digital (Porto) | Contacto: gabinete_ab@hotmail.com | ISSN 0873-5670 | eISSN 2183-6671 | D.O.I. 10.21747/21836671/pag