A CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO CONTEXTO DO PARADIGMA PÓS-CUSTODIAL E DA PÓS-MODERNIDADE

Elisângela Vilela dos Santos

Resumo


Resumo: O presente artigo tem como objetivo discutir brevemente acerca do surgimento e das principais características da Ciência da Informação (CI) dentro do contexto do paradigma pós-custodial e da ciência pós-moderna. Para tanto, fez-se um breve histórico das origens da CI, desde as práticas biblioteconômicas, arquivísticas e documentárias, do paradigma custodial tecnicista às práticas do paradigma pós-custodial e social, vivido posteriormente por essa nova ciência. A partir da análise de literatura foi possível observar a CI como uma ciência pós-custodial e contemporânea, uma ciência preocupada com as questões sociais da informação, dando espaço para um debate em que usuário e sistemas de recuperação da informação não devem ser vistos de forma isolada. No entanto, percebe-se que a CI não rompe completamente como os aspectos técnicos e pragmáticos da modernidade, assumindo, portanto, esse caráter de ciência social e aplicada.

Palavras-chave: Ciência da Informação; Ciência pós-moderna; Paradigma pós-custodial


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.




Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional
Copyright © 2013 | CIC.Digital (Porto) | Contacto: gabinete_ab@hotmail.com | ISSN 0873-5670 | eISSN 2183-6671 | D.O.I. 10.21747/21836671/pag