A utilização das TIC e o autoconceito, o ânimo e a qualidade de vida do cidadão sénior: que relação?

Sónia de Almeida Ferreira, Ana Carla Torres

Resumo


Este artigo apresenta o impacto da utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação no autoconceito, ânimo e qualidade de vida dos seniores institucionalizados. Além disso, também se apresenta a relação entre essas variáveis psicossociais e as variáveis associadas aos dados demográficos e ao contexto institucional. Os instrumentos utilizados foram o Inventário Clínico de Autoconceito (Vaz-Serra, 1986), a Escala de Ânimo (Philadelphia Geriatric Center Morale Scale; Lawton, 1975; versão Portuguesa: Paul, 1991) e Questionário de Qualidade de Vida da Organização Mundial de Saúde (Vaz-Serra et al., 2006). O estudo envolveu a participação de 41 seniores distribuídos por duas condições experimentais: 22 utilizaram as Tecnologias de Informação e Comunicação e 19 não sofreram qualquer intervenção. Foram realizados dois momentos de avaliação, antes e depois de 11 meses de intervenção. Os resultados indicam que o envolvimento com as Tecnologias de Comunicação e Informação? produziu efeitos positivos significativos na forma de estar socialmente e na perceção dos seniores sobre o seu estar físico. Além disso, sugerem que existe relação entre as variáveis psicossociais (incluindo os fatores e domínios que as compõem) e as variáveis demográficas e institucionais, distinta de acordo com as condições experimentais.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.




Copyright © 2005 | CIC.DIGITAL-Porto | PRISMA.COM | ISSN 1646-3153  | DOI 10.21747/16463153 | Contacto: prisma.com@letras.up.pt 

 

  

Lista da Revistas