Promoção da acessibilidade em iTV para públicos com défice visual

Rita Oliveira, Jorge Ferraz de Abreu, Ana Margarida Almeida

Resumo


Ao longo dos últimos anos a TV tem sofrido alterações técnicas que potenciam a criação de um novo cenário, no qual é possível observar uma transição no comportamento dos telespectadores, passando estes a beneficiarem de um meio interativo com imensas potencialidades. Esta metamorfose inerente ao conceito de Televisão Interativa (iTV) permite aos telespectadores a utilização de novos serviços, possibilitando novas experiências de interação e participação. Os telespectadores com necessidades especiais, nomeadamente, utilizadores com défice visual (UDV), podem não beneficiar inteiramente dos conteúdos televisivos (se estes não forem audiodescritos), como também de eventuais serviços interativos, já que tipicamente estas soluções envolvem uma forte componente visual, apresentando dificuldades acrescidas de interação. Neste âmbito, este artigo apresenta um projeto de investigação que explora a problemática do Design Universal aplicado à Televisão Interativa (iTV) e tem como objetivos a conceptualização, prototipagem e validação de um serviço de iTV adaptado especificamente a UDV, visando promover a sua inclusão digital. Ao longo do artigo é demonstrado o processo metodológico adotado e são apresentadas resumidamente as diferentes etapas de investigação do estudo e os principais resultados alcançados.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.




Copyright © 2005 | CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória | PRISMA.COM | ISSN 1646-3153  | DOI 10.21747/16463153 | Contacto: prisma.com@letras.up.pt 

  

Lista da Revistas