CEM Cultura, Espaço & Memória https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM <p><a href="http://flup008/index.php/index/admin/contexts//index.php/CITCEM" target="_blank" rel="noopener"><img src="http://flup008/index.php/index/admin/contexts//ojs/public/site/images/mselas/capa_Cem.png" alt="" align="left" /></a>Editada pelo CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória», a revista CEM / Cultura, Espaço &amp; Memória é uma publicação científica com periodicidade anual, cuja edição digital respeita integralmente os critérios da política do acesso livre à informação.</p> pt-PT asilva@letras.up.pt (Amélia Polónia) mselas@letras.up.pt (Mariana Selas) Tue, 06 Apr 2021 10:42:53 +0000 OJS 3.3.0.3 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Educação Histórica nas primeiras idades: quadro epistemológico e conceptual https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10477 <p>A evolução recente da Educação Histórica mostra-nos que é cada vez mais premente o trabalho pedagógico com crianças da Educação Infantil e Básica (3-12 anos). O artigo começa por definir, epistemologicamente, o quadro conceptual da área científica nas primeiras idades e, num segundo momento, por fornecer aos profissionais e investigadores pistas e exemplos de aplicação<br>de atividades e estratégias com os seus grupos de crianças, tanto no jardim de infância como na escola primária e do segundo ciclo, com base em experiências testadas ao longo de mais de uma década de formação de educadores e professores no Instituto Politécnico de Viana do Castelo que reforçam a criação de um instrumento de trabalho. Conclui-se que este trabalho deve ser iniciado nos primeiros anos de socialização e integração na estrutura educativa formal. A criança é rica em aprendizagens, saberes e pontos de partida que devem ser sempre a base para seguir em frente.</p> Gonçalo Maia Marques Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10477 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 Contribuições do Projeto Interação para a abordagem educativa do patrimônio cultural https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10479 <p>Com as transformações ocorridas na política cultural no Brasil a partir dos anos 2000, o campo da Educação Patrimonial foi democratizado. Nesse processo, foram buscadas na história do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) experiências inspiradoras para a nova atuação. Assim, o Projeto Interação entre a Educação Básica e os Diferentes Contextos Culturais Existentes no País (1982-1986) foi valorizado como exemplo para se repensar as práticas educativas com as referências culturais. No entanto, essa apropriação do Projeto Interação ficou limitada às memórias dos profissionais remanescentes do IPHAN que trabalharam no órgão nos anos 1980. Este artigo busca superar a ausência de estudos sistematizados apresentando a investigação feita no Arquivo Central de Brasília e demonstrar como os princípios do Interação estão presentes no IPHAN<br>atualmente.</p> João Lorandi Demarchi Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10479 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 Quando a rua é a sala de aula: potencialidades da Educação Patrimonial para o desenvolvimento do pensamento histórico https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10480 <p>O artigo que ora apresentamos discute os resultados de uma intervenção pedagógica realizada em um Centro Juvenil de Ciência e Cultura localizado na região central de Salvador. O projeto, intitulado História.Doc, envolveu 14 estudantes, de 15 a 22 anos, e foi realizado em um período de três meses, no decorrer do segundo semestre de 2019. A partir da aproximação de dois<br>campos de investigação, a Educação Histórica e a Educação Patrimonial, o objetivo do projeto era desenvolver um letramento histórico voltado para a interpretação de fontes patrimoniais e debater formas de preservação dos bens culturais a fim de qualificar os estudantes para o exercício pleno da cidadania. Ao longo do processo, coletamos dados por meio de questionários e registros de observação que são analisados, nesse texto, à luz da noção de consciência histórica.</p> Carollina Carvalho Ramos de Lima, Alcides Santos de Magalhães Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10480 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 O lugar da História e Cultura de África no espaço da sala de aula no ISART https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10478 <p>O escopo deste relato de experiência em sala de aula converge em três pontos: o primeiro ponto terá como foco, avaliação da disciplina de História e Cultura de África, aspectos gerais e em relação ao docente. O segundo vai tratar sobre a representação dos conteúdos aprendidos em sala de aula. Com o terceiro ponto, pretende-se acompanhar as trajetórias pessoais dos estudantes em torno da pesquisa orientada pelo professor. Os sujeitos pesquisados são estudantes do segundo ano do Instituto Superior de Artes, dos cursos de Artes Visuais e Design de Moda. As estratégias metodológicas da pesquisa compreenderam o uso de questionário, entrevistas individuais e coletivas, além de pesquisa bibliográfica e documental.</p> Yuri Manuel Francisco Agostinho Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10478 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 O teatro e a censura. A censura ao teatro. Desafios https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10481 <p>No que concerne à arte cénica, a censura portuguesa de setecentos mostrou-se de costas voltadas quer para os possíveis autores, quer para o público, tentando promover uma forma de espetáculo e de moral ininteligíveis aos olhos de ambas as partes. Isto, quando uma ideia era já certa — a da utilidade da arte dramática como meio de instrução e atingindo o teatro um espaço de expressão de grande audiência popular. Dos mais frágeis da escala social, só os mais abastados, detentores de recursos médios e mesmo esses obrigando-se a pontuais sacrifícios, tinham a possibilidade de assistir a uma representação.</p> Olímpia Loureiro Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10481 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 Pelos manuais escolares, (um)a história contada https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10482 <p>Os estudos curriculares têm evidenciado crescente interesse em investigar os manuais escolares, adotando uma generalizada crítica face a tal recurso educativo, tradicionalmente associada a dinâmicas de reprodução de estereótipos sociais e ao entendimento hegemónico e monocultural do conhecimento ou concertada com uma tendência homogeneizadora aí patente.<br>Assim, este ensaio tem como principal propósito apresentar uma sustentada reflexão sobre o papel do manual escolar na dinâmica pedagogico-didática das aulas (de História) contemporâneas e, simultaneamente, perspetivar linhas estruturais que aquele recurso poderia seguir se concebido como mais um contributo para o desenvolvimento das competências de pensamento histórico dos estudantes.</p> Ana Isabel Moreira, Pedro Duarte Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10482 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 «Salazar é que era bom»? https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10483 <p>Tema controverso, de tratamento melindroso em contexto do diálogo geracional em Portugal, as visões do Estado Novo enquanto regime continuam a ser díspares e assentes na dualidade entre o «bem» e o «mal». Enquanto meios de transmissão de ideologia e de valores, os manuais escolares de História têm um papel importante na forma como este regime é entendido pelas novas gerações. De que forma contribuem os manuais para um posicionamento crítico sobre este regime é a questão central deste artigo.</p> Nelson Jorge de Castro Araújo Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10483 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 «Educação e Desafios Societais» https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10476 <p>.</p> Cristina Maia, Marília Gago Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10476 Tue, 27 Apr 2021 00:00:00 +0000 Recensões https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10486 <p>.</p> Vários autores Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10486 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 ¿Historia o leyenda? https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10484 <p>En este trabajo, definimos como objetivo determinar la preferencia del alumnado por la historia o por la leyenda ante unas evidencias trabajadas que desmontan la versión de la narrativa transmitida por la memoria popular. Para ello, realizamos un estudio cualitativo, con 83 alumnos de entre 12 y 13 años, en torno a sus narrativas, delimitado categorías de análisis relacionadas con la lectura de las fuentes, la obtención de evidencias y la creación de discursos. Los resultados ponen de manifiesto que un conflicto entre las evidencias tiende a resolverse con la conservación de la leyenda, haciendo necesario el trabajo de las habilidades de pensamiento histórico, para que los aspectos emocionales no distorsionen la imagen del pasado.</p> Ana Isabel Ponce Gea Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10484 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000 Educación Histórica y competencias educativas en la formación universitaria https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10485 <p>Con este trabajo se pretende favorecer la cercanía del alumnado del Máster de profesorado de Secundaria de la Universidad de Córdoba con respecto al concepto de patrimonio y la implementación de los itinerarios didácticos en su formación universitaria. Para nuestra propuesta se establece un aprendizaje interactivo de enseñanza que dé la posibilidad a los estudiantes de trabajar de manera investigativa las salidas del aula. La muestra de estudio la componen 107 alumnos de la asignatura Aprendizaje y enseñanza de las materias correspondientes en Ciencias Sociales: Geografía e Historia. De acuerdo, con los resultados del pre-test y el post-test la comprensión del espacio geográfico, su proceso de formación histórica y los modos de vida en él desarrollados, han sido de gran utilidad para vincular al alumnado del MAES con su entorno inmediato y también contribuir al entendimiento de las dinámicas históricas que lo configuran.</p> Maria Pilar Molina-Torres Direitos de Autor (c) 2021 CEM Cultura, Espaço & Memória https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ https://ojs.letras.up.pt/index.php/CITCEM/article/view/10485 Tue, 06 Apr 2021 00:00:00 +0000