https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/issue/feed Linguarum Arena 2023-01-24T11:16:50+00:00 Isabel Margarida Duarte iduarte@letras.up.pt Open Journal Systems <p>A Linguarum Arena. Revista do Programa Doutoral em Didática de Línguas da Universidade do Portoiniciou a sua edição em 2010. Na qualidade de revista científica, tem como objetivo principal a divulgação de trabalhos sobre a didática de línguas que primam pela qualidade e pela relevância, em termos teóricos e empíricos. É, igualmente, um espaço que inclui os contributos provenientes de outras áreas disciplinares afins à didática de línguas.</p> https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13010 FELICI, Maria Serena (ed.) (2021), Glottodidatica della lingua portoghese: una prospettiva diaronica e sincronica. Bracciano: Tuga Edizioni, 205 pp. ISBN 978-88-99321-39-0 2023-01-24T11:06:49+00:00 Micaela Ramon iduarte@letras.up.pt <p>.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Micaela Ramon https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13011 Metodología de la investigación en la enseñanza-aprendizaje del español como segunda lengua (L2)/lengua extranjera (LE) SANTOS GARGALLO, Isabel y PASTOR CESTEROS, Susana (dirs.) Madrid: Arco/Libros, S.L., 2022, 1.ª edição, brochura, 391 pp. ISBN: 978-84-7 2023-01-24T11:11:00+00:00 Mirta dos Santos y Fernández iduarte@letras.up.pt <p>.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Mirta dos Santos y Fernández https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13003 Linguística e ensino de língua no contexto brasileiro (1970-1990) 2023-01-24T10:06:32+00:00 Ronaldo Batista iduarte@letras.up.pt <p>Este artigo apresenta uma análise sobre a infl uência de teorias e<br>métodos da ciência da linguagem da segunda metade do século XX, em livros<br>didáticos de ensino de língua portuguesa para a educação básica. A perspectiva<br>analítica é a da historiografi a da linguística, com ênfase no conceito de<br>camadas, que localiza os textos em um contexto social e histórico, ao mesmo<br>tempo em que analisa seus conteúdos internos (o que os autores apresentam<br>como conteúdo de ensino). O material de análise é composto por três livros<br>didáticos produzidos para uso no Brasil nos anos 1970, 1980, 1990. Nesse<br>período, a linguística foi a principal diretriz a defi nir os rumos do ensino<br>de língua materializados nos livros didáticos, entendidos em sua função<br>pedagógica e social.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Ronaldo Batista https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13004 Ensino para surdos no Brasil no século XX 2023-01-24T10:09:39+00:00 Vanessa Gomes Teixeira Anachoreta iduarte@letras.up.pt <p>O desenvolvimento da educação de surdos inicia a partir do<br>século XV, quando os primeiros educadores – preceptores, religiosos e<br>médicos – buscaram ensinar a língua oral e/ou escrita para que surdos da<br>nobreza pudessem ser reconhecidos pela lei e herdar títulos. Já no caso do<br>Brasil, a presença de educadores desde a fundação do Instituto Imperial dos<br>Surdos-Mudos de Ambos os Sexos em 1857 também foi fundamental para a<br>formulação e desenvolvimento do campo. Com o intuito de investigar essa<br>dinâmica, o presente trabalho tem como objetivo apresentar uma visão global<br>de como se organizava o ensino para surdos no Brasil no século XX e de que<br>forma educadores infl uenciaram esse cenário. A pesquisa foi norteada pela<br>perspectiva teórica da Historiografi a Linguística e, dialogando com as ideias<br>de Swiggers (1990), teve sua análise orientada pelo modelo sociológico, pois<br>buscou compreender o contexto social do período estudado e as relações<br>entre os grupos sociais que atuaram, de diferentes maneiras, nas práticas<br>pedagógicas voltadas para surdos no Brasil ao longo do século XX. Verifi couse<br>que, além de aprofundarem questões sobre a área com suas investigações, os<br>educadores também foram agentes importantes na formulação e consolidação<br>de práticas pedagógicas - seja para reforçar e aprofundar o método defendido<br>pelas ideias intelectuais do período, seja para propor medidas de resistências<br>e outras metodologias.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Vanessa Gomes Teixeira Anachoreta https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13005 Aprendizaje individualizado de segundas lenguas para alumnos de prácticas profesionales en un programade movilidad eurpea 2023-01-24T10:20:15+00:00 Alfredo Segura Tornero iduarte@letras.up.pt <p>El proyecto «Desarrollo de las capacidades de aprendizaje digital<br>para la movilidad de los jóvenes en Europa» (DELCYME) tiene por objeto<br>poner en marcha un programa de preparación lingüística e intercultural<br>multilingüe para la movilidad de los jóvenes adultos. Además, DELCYME tiene<br>como objetivo desarrollar las competencias y los conocimientos técnicos de las<br>organizaciones que trabajan en un contexto no formal y que se encargan de<br>organizar la movilidad.<br>Seis organizaciones trabajaron conjuntamente en este proyecto de 31 meses de<br>duración (de febrero de 2018 a agosto de 2020). DELCYME está coordinado<br>por la OFAJ (Offi ce Franco-Allemand pour la Jeunesse), que cuenta con<br>una larga experiencia en la organización de la movilidad y en el desarrollo<br>de herramientas de formación lingüística e intercultural. Dos de los socios<br>trabajan en el sector de la formación no reglada de idiomas (CAVILAM, CDC),<br>uno de ellos acoge y envía al extranjero a los participantes de las actividades de<br>movilidad en Polonia (SEMPER AVANTI), y dos socios son universidades que<br>forman a profesores de idiomas para diferentes necesidades (UCLM, CALCIF),<br>contribuyendo con una perspectiva científi ca al proyecto. El siguiente trabajo<br>muestra en qué medida la plataforma PARKUR da respuesta a cómo es posible<br>aunar bajo un mismo paraguas y una única metodología los diferentes usos<br>de la lengua -el cotidiano, de empresa y de especialidad profesional- a los<br>que los alumnos de la formación profesional tienen que enfrentarse en sus<br>desplazamientos.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Alfredo Segura Tornero https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13006 Imagens da língua e cultura portuguesas de falantes de português língua de herança nos Estados Unidos e e Canadá 2023-01-24T10:25:33+00:00 Beatriz Oliveira iduarte@letras.up.pt <p>As imagens que os indivíduos criam das línguas, povos e culturas tendem<br>a refl etir-se nos seus comportamentos comunicativos e educacionais. Estas<br>imagens podem dar origem a estereótipos, i.e., imagens estáticas, descontextualizadas,<br>simplifi cadas e abreviadas, presentes na memória comum e aceites por<br>determinados grupos (Castellotti &amp; Moore 2002). Neste sentido, o diagnóstico<br>das imagens ou perceções que os falantes de língua de herança associam à língua<br>e cultura pode potenciar a ação educativa, nomeadamente na compreensão das<br>suas motivações e percursos, na adaptação do discurso do docente em sala de<br>aula, bem como na criação e seleção de materiais didáticos que contribuam para<br>a (re)perspetivação de imagens negativas ou a desconstrução de estereótipos. O<br>presente estudo tem como principal objetivo diagnosticar e analisar, quantitativamente<br>e qualitativamente, as imagens que falantes de português língua de herança<br>na América do Norte possuem sobre a língua e cultura portuguesas. Para a<br>recolha de dados, elaborámos um questionário anónimo online constituído por<br>19 questões essencialmente relacionadas com o contacto dos inquiridos com a<br>língua e comunidades portuguesas, bem como com as suas perceções no que<br>concerne à população, língua e cultura portuguesas. O questionário foi aplicado<br>a 10 falantes de português língua de herança ( da segunda e terceira geração de<br>emigrantes portugueses) residentes nos Estados Unidos e no Canadá, países que<br>contam com uma presença signifi cativa de comunidades portuguesas. Os dados<br>apontam para um pensamento coletivo dos informantes, composto por imagens<br>homogéneas, cristalizadas e estereotipadas, tanto em relação à língua portuguesa<br>e sua utilidade, como em relação ao povo e cultura de Portugal.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Beatriz Oliveira https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13007 A compreensão da leitura na escola 2023-01-24T10:31:37+00:00 Caroline Bernardes Borges iduarte@letras.up.pt Danielle Baretta iduarte@letras.up.pt Vera Wannmacher Pereira iduarte@letras.up.pt <p>O artigo tem como tema a compreensão da leitura de poemas na<br>escola, considerando seu ensino, com foco no uso e consciência no uso do<br>guessing game, por alunos de fi nal do Ensino Fundamental I. É propósito<br>das autoras, dado seu histórico de ações associando universidades e escolas,<br>colaborar para o aprendizado da leitura pelas crianças, disponibilizando<br>conhecimentos teóricos oriundos da Psicolinguística em interfaces e<br>propostas de aplicação no ensino escolar. Para tanto, no artigo é oferecida<br>primeiramente uma exposição sobre o contexto do aprendizado da leitura,<br>evidenciando as difi culdades das crianças nesse âmbito e as relações com<br>o ensino. A seguir, são expostos fundamentos teóricos sobre os tópicos<br>psicolinguísticos de leitura acima já referidos, de modo que profi ssionais<br>e estudantes em preparo profi ssional os analisem e possam aprofundálos<br>considerando suas tarefas voltadas para a leitura. Posteriormente, são<br>apresentadas propostas de ensino da leitura na escola aplicando esses<br>fundamentos em atividades práticas de guessing game na leitura de poemas<br>de autores com reconhecimento na história da literatura para a infância.<br>No fechamento, são apresentados comentários fi nais sobre o artigo em sua<br>organização e em sua contribuição para o campo de estudos e para o ensino<br>da leitura na escola. Assim confi gurado, o artigo em seus fundamentos e sua<br>aplicação pedagógica contribui para o avanço do campo psicolinguístico em<br>interfaces e para o ensino da leitura na escola na medida em que disponibiliza<br>um caminho teórico-metodológico de base científi co-pedagógica de uso<br>e consciência no uso do guessing game a ser mais conhecido e mais<br>experimentado.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Caroline Bernardes Borges, Danielle Baretta, Vera Wannmacher Pereira https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13008 Cognitive Learner Engagement Compared between EFL Course Delivery Modes 2023-01-24T10:57:57+00:00 Andrew E. Sampson iduarte@letras.up.pt <p>The quasi-experimental classroom study reported in this paper<br>compared the eff ectiveness of three adult EFL course delivery modes –<br>face-to-face group classes, one-to-one private tutoring and online selfstudy<br>– by analysing learners’ cognitive engagement, understood as the<br>level of participation, involvement and eff ort of learners in each mode as<br>they completed the same language tasks. The study was conducted within a<br>Vygotskian sociocultural theoretical framework in which language serves as<br>a mediational tool in dyadic interaction and also as a means of cognitive selfregulation<br>in inner speech during independent study.<br>Data included the transcribed talk of learner-learner and learner-teacher<br>dyads, and think-aloud protocols produced by online self-study learners.<br>These were analysed both quantitatively and qualitatively for the presence of<br>Language-Related Episodes (LREs), instances in which learners talk about the<br>language they are producing and other- or self-correct. Each LRE was then<br>further analysed for evidence of limited cognitive engagement, where linguistic<br>preferences were stated without further deliberation, or elaborate cognitive<br>engagement, where there was evidence of a cognitive self-regulation strategy.<br>Results suggest that elaborate cognitive engagement, evidenced in episodes<br>where participants notice and refl ect on language forms, test hypotheses,<br>generate rules or options from which to choose, and seek or provide<br>justifi cations, occurs to a similar extent in face-to-face group classes, oneto-<br>one private tutoring and online self-study. Task design appears to aff ect<br>cognitive engagement, with most instances of engagement in the formfocussed<br>passage editing task being elaborate rather than limited, while a<br>greater prevalence of limited engagement was observed in the meaningfocussed<br>written composition. Slightly less limited engagement was observed<br>in one-to-one tuition, where teachers tended to “add” elaborate engagement<br>to episodes which would otherwise have displayed limited engagement only.<br>That elaborate engagement characterised LREs to a similar extent between<br>teacher-learner and learner-learner dyads suggests that a teacher is not<br>required in dyadic interaction for elaborate cognitive engagement to occur.<br>Learners in student-student dyads in group classes talk to test hypotheses and<br>generate options and justifi cations, although their dialogue tends to be less interrogative of each other than teacher-learner talk. This fi nding adds to the<br>considerable body of work that supports peer interaction as an opportunity<br>for learners to experiment with language and debate form and meaning.<br>Learners studying in group classes therefore appear to benefi t from cognitive<br>engagement that is quantitively, albeit not qualitatively, comparable to private<br>tuition contexts.<br>In peer-peer interaction, the prominence of LREs characterised by limited<br>engagement in one learner and elaborate engagement in the other suggests<br>it is unnecessary for both participants to be elaborately engaged for episodes<br>to be languaged and resolved. This suggests that dyadic interaction that is<br>asymmetrical in terms of cognitive engagement is not necessarily a problem<br>for teachers to address. While asymmetric interaction has been previously<br>observed in the literature in one-to-one tuition, and also in the higher<br>proportion of teacher-engaged episodes in the one-to-one mode in the present<br>study, the fi nding that asymmetricity in cognitive engagement is also a<br>feature of learner pairwork is a novel contribution of the present study to the<br>engagement literature.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Andrew E. Sampson https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13009 O impacto do desenvolvimento da consciência fonológica na aprendizagem da leitura de jovens e adultos 2023-01-24T11:03:29+00:00 Nakita Ani Guckert Marquez iduarte@letras.up.pt Dalva Maria Alves Godoy iduarte@letras.up.pt <p>O artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que analisou a<br>infl uência de um programa de ensino das habilidades de consciência fonológica<br>e das correspondências grafema-fonema, sobre o desempenho em leitura de<br>jovens e adultos que se encontravam nas diferentes fases da aprendizagem<br>da leitura proposta por Linnea Ehri. Participaram do estudo 9 alunos (as) de<br>uma turma de alfabetização de um Centro de Educação de Jovens e Adultos<br>da cidade de Rio do Sul – SC - Brasil. A pesquisa de intervenção constituiuse<br>metodologicamente da aplicação de um programa de ensino que buscou<br>contribuir para o desenvolvimento das habilidades e conhecimentos citados<br>e de duas avaliações, uma ao início e outra ao fi nal da aplicação do programa.<br>A análise quali, quantitativa dos dados verifi cou que após a intervenção<br>os participantes tiveram um aumento no desempenho das habilidades de<br>consciência fonológica, conhecimento de grafemas e leitura em todas as fases,<br>principalmente aqueles que se encontravam em transição da fase alfabética<br>parcial, para a fase alfabética completa. Esses resultados sugerem que práticas<br>pedagógicas que promovam o ensino das correspondências grafofonêmicas<br>e o desenvolvimento da consciência fonológica, sobretudo da consciência<br>fonêmica, podem ser benéfi cas para o desenvolvimento da leitura em jovens e<br>adultos em processo de alfabetização.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Nakita Ani Guckert Marquez, Dalva Maria Alves Godoy https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13002 Editorial 2023-01-24T10:03:10+00:00 Isabel Margarida Duarte iduarte@letras.up.pt Maria de Fátima Outeirinho iduarte@letras.up.pt Rogelio Ponce de León iduarte@letras.up.pt <p>.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Isabel Margarida Duarte, Maria de Fátima Outeirinho, Rogelio Ponce de León https://ojs.letras.up.pt/index.php/LinguarumArena/article/view/13012 Volume Completo 2023-01-24T11:16:50+00:00 Linguarum Arena iduarte@letras.up.pt <p>.</p> 2023-01-24T00:00:00+00:00 Direitos de Autor (c) 2023 Linguarum Arena