Graça e heteronomia na antropologia relational de Agostinho de Hipona

Autores

  • Davi C. Ribeiro Lin Faculdade Jesuíta, Ku Leuven
  • Anthony Dupont KU Leuven

Resumo

Este artigo irá discorrer sobre o horizonte relacional de Agostinho de Hipona (354-430) com um enfoque na perspectiva da graça e da heteronomia em Confissões e na controvérsia pelagiana. Graça e heteronomia se inserem biograficamente em Confissões, através de uma narrativa autobiográfica como testemunho da graça. Posteriormente, graça e heteronomia são realçadas na polêmica contra os pelagianos, no qual Agostinho reafirma sua doutrina do pecado original, a solidariedade da raça em Adão e a necessidade da graça de Cristo. A perspectiva antropológica agostiniana questiona uma visão autocentrada de autonomia humana e enfatiza sua dependência de um horizonte relacional. Elaborar-se-á uma síntese a partir de três eixos: (i) a heteronomia como expressão de uma antropologia dramática de busca e encontro (ii) a autonomia autêntica construída sobre o alicerce da heteronomia, sem opor-se à responsabilização humana (iii) a heteronomia não nega a singularidade, mas a reconhece dentro de um horizonte relacional responsivo.

Biografias Autor

Davi C. Ribeiro Lin, Faculdade Jesuíta, Ku Leuven

Doutor em teologia pela Katholieke Universiteit Leuven (KU Leuven, Bélgica) e pela Faculdade Jesuíta (FAJE). Professor no Seminário Teológico Servo de Cristo, em São Paulo. Psicólogo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), especialista em psicologia clínica, mestre em teologia pelo Regent College (Canadá). 

Anthony Dupont, KU Leuven

Professor da Faculdade de Teologia e Ciência da Religião na Katholieke Universiteit Leuven (KU Leuven) na área de antiguidade clássica, história do cristianismo e teologia patrística. Ele é membro do Conselho do Instituto Histórico Agostiniano (Lovaina), da revista científica Augustiniana, do Comitê Científico da Corpus Christianorum Christianorum Série Latina / Continuatio Mediaevalis, e das duas séries de monografia Instrumenta Patristica et Mediaevalia e LECTIO: Studies in the Transmission de Textos e Idéias [Brepols] e Reading Augustine [Bloomsbury].

Downloads

Publicado

2021-12-21

Edição

Secção

Artigos