Emprego e Trajetórias Profissionais : o caso dos diplomados do Instituto Superior Politécnico de Viseu

Autores

  • Luís Nuno Sousa

Resumo

A dificuldade crescente dos jovens diplomados do ensino superior em aceder ao emprego é um reflexo da evolução da oferta de mão de obra qualificada, consequência da expansão do ensino superior e da  mutabilidade das características do mercado de trabalho. O investimento em educação e a obtenção de diplomas de ensino superior representam assim, cada vez mais, uma postura de risco, não garantindo a priori o acesso ao emprego. Esta questão não pode ser somente colocada ao nível do acesso ao emprego, mas também ao nível do aumento efetivo da precariedade laboral, sobretudo visível numa desclassificação progressiva dos jovens diplomados, particularmente no exercício do primeiro emprego. Este artigo, que se enquadra na análise do processo de transição para o trabalho dos diplomados 2005/06 do Instituto Superior Politécnico de Viseu, apresenta as trajetórias profissionais destes, 18 meses após a obtenção do diploma académico. Paralelamente o enquadramento
geográfico desta instituição de ensino superior, tendo presente a realidade nacional, apresenta‑se como uma oportunidade de verificar o seu papel no processo de desenvolvimento local, através da capacidade de atração e fixação de mão de obra jovem qualificada, a nível regional.

Downloads

Publicado

2012-01-31