Mulheres ciganas, criminalidade e adaptação ao meio prisional

Autores

  • Nuno Segurado
  • Olga Magano

Resumo

Através de um estudo com reclusas ciganas no Estabelecimento Prisional de Tires, a cumprir pena efetiva, analisou-se o tipo de criminalidade praticada e procurou-se conhecer como se processa a adaptação ao meio prisional. Recorreu-se a uma metodologia qualitativa e quantitativa, com análise de conteúdo de acórdãos judiciais e dos processos, das estatísticas no Sistema de Informação Prisional, dos registos do Estabelecimento Prisional e algumas entrevistas. Os resultados gerais apontam para a prática do crime por dificuldades económicas e contra a propriedade não ligado a organização criminosa.

Downloads

Publicado

2017-05-10