Socialização política na escola secundária portuguesa : as composições entre o projecto estatal imaginado de cidadania e as gramáticas políticas disponíveis

Autores

  • José Manuel Resende
  • Pedro Jorge Caetano

Resumo

Com o propósito de compreender o renovado interesse pela socialização política nos contextos europeu e português, procurámos reconhecer os dispositivos e referências nos quais os actores sociais se suportam para perfazer as suas avaliações e julgamentos críticos quanto às formas de melhor educar as crianças em sociedade tendo em conta os interesses do bem comum. Estes julgamentos, não são arbitrários ou relativizantes, mas manifestam a observância de um determinado requisito de obrigações (convenções), para assim se poderem apresentar publicamente como legítimos. Como tal, eles organizam-se em gramáticas de socialização política, as quais são também o produto da elaboração teórica de filósofos e educadores.

Downloads

Publicado

2017-05-10