Meio século de investigação sociológica em Portugal : uma interpretação empiricamente ilustrada

Autores

  • Fernando Luís Machado

Resumo

Os quase cinquenta anos de investigação sociológica em Portugal, iniciados em 1962 com a criação, por Adérito Sedas Nunes, do Gabinete de Investigações Sociais, hoje Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, são aqui tomados como um objecto sociológico como outro qualquer, fazendo-se deles uma interpretação empiricamente ilustrada. O texto divide-se em três partes. A primeira, sem repetir as reconstituições do percurso histórico da disciplina que outros já fizeram, acrescenta nova informação e sublinha aspectos fundamentais da institucionalização avançada da sociologia em Portugal. Na segunda, identificam-se pormenorizadamente os domínios de investigação que têm sido explorados pelos sociólogos portugueses, apontamse vazios e declínios e analisam-se as questões fronteiriças que, em alguns desses domínios, se colocam na relação com outras ciências sociais. Na terceira, caracterizamse e comparam-se os dois geradores de investigação sociológica dominantes: o gerador sócio-cultural e o gerador político-social. Faz-se também o inventário de algumas controvérsias sobre o percurso, a situação e as capacidades da sociologia portuguesa.

Downloads

Publicado

2017-05-16