«É um prazer não vos rever» : as audiências para menores nas Casas de Justiça e de Direito

Autores

  • Isabelle Coutant

Resumo

As Casas de Justiça e de Direito (CJD) constituem, entre outros, um dos novos dispositivos encarregados de responder à pequena delinquência dos menores implementados pelo Estado francês. Institucionalizadas há pouco, elas foram inicialmente experiências locais accionadas pelos procuradores públicos, em articulação com os eleitos locais e com os representantes da política da Cidade. Tendo por base um inquérito etnográfico levado a cabo na região de Paris no curso do ano de 2001, interessamo-nos pelo sentido social das queixas jurídicas tratadas nas Casas de Justiça e de Direito, nomeadamente aquelas que emanam das fracções “estáveis” das classes populares e as que provêm de agentes institucionais. A observação das audiências e as entrevistas realizadas com diversos representantes do Ministério Público oficiando nas CJD levaram-nos a reflectir sobre a maneira como a instituição judiciária responde a estes usos do direito e aos objectivos que tal levanta no seu interior. Por fim, quisemos sublinhar um dos efeitos sociais indirectos deste tipo de intervenção envolvendo os pais dos menores colocados em causa

Downloads

Publicado

2017-05-16