As camadas internas da secularização: proposta de sistematização de um conceito essencialmente contestado

Autores

  • Jorge Botelho Moniz

Resumo

O conceito de secularização tem, em particular, desde a sua apropriação pelas ciências sociais, um sentido profundamente controvertido. Esta é uma noção que causa, ainda hoje, perturbação em trabalhos académicos e cuja operacionalidade científica se mantém contestada. Com este artigo apresentamos uma proposta
de sistematização analítica que contribui para a sua operacionalização. Para cumprir este desiderato, propomos um exame sincrónico e denso das suas origens nas ciências sociais nos anos 1960 e, através da matriz comparativa, analisamos o consequente desenvolvimento das suas cinco camadas internas. Concluímos que
o entendimento da sua emergência sociológica é indissociável do desenvolvimento das suas camadas e que qualquer investigação na área beneficia dum tipo de sistematização similar.

Downloads

Publicado

2017-12-07

Como Citar

Moniz, J. B. (2017). As camadas internas da secularização: proposta de sistematização de um conceito essencialmente contestado. Sociologia: Revista Da Faculdade De Letras Da Universidade Do Porto, 34, 73–92. Obtido de https://ojs.letras.up.pt/index.php/Sociologia/article/view/3240