Contributos para o perfil das gestoras e curadoras de informação em Portugal

Autores

  • Maria Fernandes Universidade Nova de Lisboa
  • Paula Ochôa Universidade Nova de Lisboa – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas / CHAM – Centro de Humanidades

Palavras-chave:

Gestão e curadoria da informação; Modelos de comportamento informacional; Mulheres; Perfil.

Resumo

Este artigo apresenta os resultados do estudo dos comportamentos informacionais da geração Google, através da análise de modelos de comportamento informacional desenvolvidos por estudantes do mestrado em Gestão e Curadoria de Informação, da Universidade Nova de Lisboa, com o objetivo de contribuir para o delineamento do seu perfil. Estes modelos mostraram-se preponderantes na inferência das competências e habilidades da amostra, que em conjunto com a literatura escrita sobre o tema, nos levaram a concluir que estas possuem perfis híbridos com competências transversais e interdisciplinares, nomeadamente, com capacidade de adaptação às incertezas derivadas da constante evolução tecnológica e produção massiva de informação.

Biografia Autor

Maria Fernandes, Universidade Nova de Lisboa

Maria Fernandes é mestre em Gestão e Curadoria da Informação e licenciada e pós-graduada em Ciências Musicais, pela Universidade Nova de Lisboa.
Foi bolseira de investigação nos centros de investigação CESEM e INET-md, tendo participado em vários projetos. Entre 2017 e 2019 foi Vice-Presidente da Da Capo Revista Musical Portuguesa.
Atualmente, é consultora em sistemas de gestão de informação, na empresa Mind - Software, Multimédia e Industrial.

Referências

BARATA, Paulo; OCHÔA, Paula 2015 Profissionais de Informação-Documentação a caminho da invisibilidade: uma reflexão a partir da análise de cargos de direção intermédia na Administração Central do Estado. Cadernos BAD. [Em linha]. 1 (2015) 7-22. Disponível em: https://bad.pt/publicacoes/index.php/cadernos/article/view/1152.

FERNANDES, Maria 2020 Comportamento e modelos informacionais da geração Google: contributos para o perfil das gestoras e curadoras de informação em Portugal. [Em linha]. Lisboa, 2020. Disponível em: http://hdl.handle.net/10362/107448. Dissertação de mestrado - Universidade Nova de Lisboa.

FREITAS, Cristiana 2017 O Futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação para a curadoria digital. In ENCONTRO CURADORIA DIGITAL: ESTRATÉGIAS E EXPERIÊNCIAS, Lisboa, 2017 - Atas [Em linha]. 2017, p. 28-39. Disponível em: http://hdl.handle.net/10316/45735.

GUNTER, B.; ROWLANDS, I.; NICHOLAS, D. 2009 The Google Generation: are ICT innovations changing information-seeking behaviour? Oxford: Chandos Publishing, 2009.

HENRIQUES, Roberto 2017 Mestrado «Gestão e Curadoria da Informação». In ENCONTRO CURADORIA DIGITAL: ESTRATÉGIAS E EXPERIÊNCIAS, Lisboa, 2017 - Atas [Em linha]. 2017, p. 44-47. Disponível em: https://arquivo.pt/wayback/20200403094000/https://curadoriadigital.fct.pt/wp-content/uploads/2017/09/Ebook-Encontro-Curadoria-Digital.pdf.

HIGGINS, S. 2008 The DCC curation lifecycle model. [Em linha]. [UK]: Digital Curation Center, 2008. Disponível em: http://www.dcc.ac.uk/resources/curation-lifecycle-model.

LOPES, C. A.; PINTO, M. 2016 Autoavaliação das competências de informação em estudantes universitários - IL-HUMASS: estudo quantitativo: Parte II. Cadernos BAD. [Em linha]. 1 (2016) 41-68. Disponível em : https://bad.pt/publicacoes/index.php/cadernos/article/view/1510.

OCHÔA, Paula 2017 Perfis e competências I-D: da transformação identitária e gestão de carreiras à gestão de talentos. In TERRA, Lúcia; CARVALHO, Milena - Gestores de Informação para o século XXI. [Em linha]. S. Mamede de Infesta: Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto, 2017. Disponível em: https://recipp.ipp.pt/bitstream/10400.22/12805/1/L_CTDI_2017.pdf.

OCHÔA, Paula 2012 Transições profissionais na sociedade de informação em Portugal: percursos identitários e ciclos de competências de bibliotecários portugueses: 1973-2010. Alcalá: Universidad de Alcalá de Henares, 2012. Tese de doutoramento.

PINTO, L. G. [et al.] 2006 A Imagem das competências dos profissionais de informação-documentação: relatório. [Em linha]. Lisboa: Observatório da Profissão de Informação-Documentação, 2006. Disponível em: http://apdis.pt/newwebsite/wp-content/uploads/2015/02/REL-ID-2006.pdf.

REYES, A. [et al.] 2017 Gestor e Curador da Informação: tendências, perfis e estratégias de reconhecimento. Páginas a&b: arquivos e bibliotecas. [Em linha]. 3ª série. 7 (2017) 3-15. Disponível em: http://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/issue/view/219.

ROWLANDS, I. [et al.] 2008 The Google generation: the information behaviour of the researcher of the future. Aslib proceedings: New Information Perspectives. [Em linha]. 60:4 (2008), 290- -310. Disponível em: https://doi.org/10.1108/00012530810887953.

SCHERGER, S. 2012 Concepts of generation and their empirical application: from social formations to narratives: a critical appraisal and some suggestions. CRESC Working Paper Series [Em linha]. (2012) 1-19. Disponível em: https://docplayer.net/130331930-Cresc-working-paper-series.html.

SWAN, A.; BROWN, S. 2008 The Skills, role and career structure of data scientists and curators: an assessment of current practice and future needs. [Em linha]. 2008, p. 1-34. Disponível em: http://eprints.soton.ac.uk/id/eprint/266675.

TERRA, A. L. 2017 Práticas informacionais dos futuros profissionais da informação: enfoque na avaliação da informação. In SANTOS, E. C. dos; SILVA, A. K. A. da; CARVALHO, E. T. G. de - Arquivologia: história, tipologias e práticas profissionais. Campina Grande: Editora da Universidade Estadual da Paraíba, 2017, p. 291-318.

WORLD ECONOMIC FORUM 2016 The Future of jobs: employment, skills and workforce strategy for the fourth industrial revolution: Global Challenge Insight Report. [S. l.]: World Economic Forum, 2016.

UNIVERSITY COLLEGE LONDON 2008 Information behaviour of the researcher of the future. London: University College London, 2008.

Downloads

Publicado

2021-08-12

Edição

Secção

Artigos