ARQUIVOS HÍBRIDOS: reflexões para a transição de estruturas organizacionais

Autores

  • Rafaela Carolina da Silva Mestranda do Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Marília/SP - Brasil.
  • Rosângela Formentini Caldas Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP)

Resumo

Resumo: As demandas por transparência, participação do indivíduo em sociedade e sua influência nas ações do Estado ganham relevo na medida em que impactam na agenda política e nos modos de gestão da informação governamental. Nesse contexto, ao se entender que as estruturas organizacionais híbridas contribuem para que as necessidades informacionais dos indivíduos sejam melhor trabalhadas, pensou-se o contributo que o tema traria ao se discutir questões de hibridez no contexto arquivístico. Para tanto, através de uma pesquisa bibliográfica e exploratória, objetivou-se analisar os conceitos de hibridez na literatura internacional da área da Ciência da Informação. O intuito foi propor formas de atuação para os arquivos híbridos como promotores do acesso à informação. A metodologia possui abordagem qualitativa, do tipo descritiva e explicativa. Ressalta-se que tais ambientes dão significado ao conhecimento gerado em sociedade. Nesse cenário, os arquivos híbridos criam ambientes de aprendizagem, abrangendo os diferentes tipos de documentos em sociedade.

Palavras-chave: Acesso à informação; Desenvolvimento sociocultural; Novas estruturas organizacionais; Arquivos híbridos

Biografia Autor

Rafaela Carolina da Silva, Mestranda do Programa de Pós Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Marília/SP - Brasil.

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Unesp Marília, na linha de Pesquisa Gestão, Mediação e Uso da Informação. Bolsista FAPESP. Membro do Grupo de Pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional (ICIO). Cursa especialização em Psicopedagogia Institucional pela Fundação para o Desenvolvimento do Ensino, Pesquisa e Extensão (FUNDEPE). Graduada em Biblioteconomia, onde também foi bolsista FAPESP. Atualmente dedica-se à pesquisa científica, trabalhando principalmente na interdisciplinaridade dos temas: Informação e Tecnologia, Gestão da Informação, Desenvolvimento de Comunidades, Inclusão Social, Bibliotecas Híbridas, Bibliotecas Interativas, Inovação, Teoria da Informação e Estruturas Organizacionais.

Downloads

Publicado

2016-07-26

Edição

Secção

Artigos