NAS TRAMAS DO TECIDO: perspectivas de tratamento para arquivos de moda a partir da experiência com a marca Osklen

Autores

  • Fernanda da Costa Monteiro Araújo Departamento de Arquivologia - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
  • Fabiana Costa Dias Instituto Moreira Salles
  • Jorge Phelipe Lira de Abreu Federação Brasileira de Bancos

Resumo

Resumo: O trabalho apresenta a área de Memória Empresarial da empresa de moda Osklen, contextualiza como as áreas de memórias institucionais se desenvolveram no Brasil e no mundo, quais documentos as constituem e problematiza as fronteiras entre o documento arquivístico e o documento museológico a partir das peças de roupa presentes em seu arquivo.

Palavras-chave: Arquivo de moda; Indumentária; Memória empresarial

Biografias Autor

Fernanda da Costa Monteiro Araújo, Departamento de Arquivologia - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)

Possui bacharelado e licenciatura em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, bacharelado em Arquivologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO, mestrado pelo Programa de Pós Graduação em História Social - PPGHIS da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ e doutorado pelo Programa de Pós Graduação em Memória Social - PPGMS da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. Atualmente é professora do Departamento de Estudos e Processos Arquivísticos - DEPA / Escola de Arquivologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. Possui experiência com pesquisas acadêmicas e organização de acervos arquivísticos.

Fabiana Costa Dias, Instituto Moreira Salles

Possui mestrado em Gestão de Arquivos e Documentos pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2017). Graduação em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2007), em Arquivologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2016) e Especialização em Planejamento, Organização e Direção de Arquivos pela Universidade Federal Fluminense (2007). Atuou no Museu Aeroespacial (MUSAL) como responsável pelo Arquivo Histórico, foi assistente da área de Memória Empresarial da empresa de moda Osklen e atualmente é assistente da coordenação de gestão de acervos do Instituto Moreira Salles.

Jorge Phelipe Lira de Abreu, Federação Brasileira de Bancos

Mestre em Gestão de Documentos e Arquivos pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Especialista em Archivos y Derechos Humanos pela Universidad Autonoma de Barcelona. Bacharel em Arquivologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Autor do livro Existir em bits: arquivos pessoais nato-digitais e seus desafios à teoria arquivística, publicado pela Associação de Arquivista de São Paulo. Atuou em projetos do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) e do Programa de Incentivo à Produção do Conhecimento Técnico e Científico na Área da Cultura da Fundação Casa de Rui Barbosa. Atualmente é analista de documentação da Federação Brasileira de Bancos.

Downloads

Publicado

2018-12-28

Edição

Secção

Artigos