Gestão de informação/conhecimento em Ciência da Informação: perspetivas sobre os termos e proposta de aplicação teórico-prática

Autores

  • Liliana Isabel Esteves Gomes FLUC

Resumo

Neste final da segunda década do século XXI é aceite, de forma geral, que a Informação e o Conhecimento são recursos estratégicos e transformadores da Sociedade. Neste contexto, este estudo tem como objetivo analisar o binómio “Gestão de informação” e “Gestão de Conhecimento”, no quadro da Ciência da Informação (CI) e propor, subsequentemente, a devida aplicação teórico-prática. Como metodologia, optou-se por uma abordagem de tipo qualitativo e natureza exploratória, traduzida com especial incidência na revisão da diversa literatura que tem tratado este tema. A partir da distinção entre “conhecimento tácito” e “conhecimento explícito” estabelecida por Michael Polanyi e por Tom Wilson, são realçadas perspetivas várias sobre a questão lexical (os termos) na sua estreita relação com os aspetos concetuais a que correspondem. Faz-se, ainda, a análise da produção científica sobre esta temática, pondo-se em realce a sua aplicação na área científica de investigação respetiva e no labor que tem vindo a ser desenvolvido, os quais ajudam a clarificar qual deve ser a ação do profissional da informação. Os resultados permitem inferir a premência de uma visão integrada da gestão de informação ou gestão de conhecimento explícito em qualquer contexto organizacional, independente de modismos ou de abordagens parcelares e, por isso, reducionistas das distintas disciplinas ou áreas científicas.

Palavras-chave: Ciência da Informação; Informação; Conhecimento; Gestão de Informação; Gestão de Conhecimento.

Downloads

Publicado

2019-12-29

Edição

Secção

Artigos