Desafios da representação da informação nas plataformas digitais dos arquivos: o caso do arquivo do jornal Público Norte

Autores

Resumo

É nosso objetivo neste estudo analisar, num primeiro momento, que questões da organização e representação da informação têm sido mais debatidas pelos teóricos no novo contexto das plataformas digitais (estrutura da informação, terminologia arquivística, extensão da informação, etc.). Os estudos realizados têm demonstrado que os pressupostos que têm orientado a representação da informação nas plataformas digitais são pressupostos normativo-instrumentais tradicionais, característicos dos tradicionais instrumentos de pesquisa dos arquivos, voltados para a descrição de documentos, mas que escapam ao entendimento do utilizador. Muitos dos instrumentos de pesquisa de arquivos, migraram para o ambiente digital, sem que tenham sido concebidos para esse efeito. Num segundo momento, apresentaremos a plataforma digital do jornal Público Norte, onde foram aplicados critérios de organização e representação da informação centrados no utilizador. O ponto de partida deste estudo empírico foi a elaboração de um estudo orgânico-funcional da entidade produtora e a representação dessa estrutura e do fluxo informacional na plataforma digital AtoM. Para o estudo orgânico, foi realizada uma análise documental dos jornais publicados entre 1990 e 2006. Os fundamentos orgânicos e estruturais do sistema de informação foram sustentados pelas editorias que produziram a informação. Por fim, foram aplicados alguns critérios de organização e representação da informação centrados no utilizador. Os resultados demonstraram que uma aproximação ao utilizador foi conseguida através da seleção e simplificação de descrição dos conteúdos e da criação/adaptação de etiquetas de menus às preferências ou necessidades dos utilizadores.

Palavras-chave: Arquivo do jornal Público Norte; Arquivos digitais; Organização e representação da informação; Plataformas digitais para arquivos.

Biografia Autor

Maria Isabel de Almeida Ventura, Universidade do Porto

  • Maria Isabel de Almeida Ventura é doutorada em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais (2019) pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Mestre em Ciência da Informação (2011) pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Desempenha funções na Universidade do Porto desde 2001. De dezembro de 2005 a abril de 2017 foi responsável pela Biblioteca de Ciências da Comunicação. Durante este período esteve envolvida em projetos da área dos arquivos de família, plataformas digitais e  literacia da informação. De abril de 2017 a março de 2018 foi bolseira de doutoramento da FCT. As suas áreas de investigação focam-se nos arquivos de família, organização e representação da informação, plataformas digitais para os serviços de arquivo, literacia da informação e integridade académica.

Downloads

Publicado

2020-12-26

Como Citar

Ventura, M. I. de A. (2020). Desafios da representação da informação nas plataformas digitais dos arquivos: o caso do arquivo do jornal Público Norte. Páginas a&b: Arquivos E Bibliotecas, 52–73. Obtido de https://ojs.letras.up.pt/index.php/paginasaeb/article/view/8030

Edição

Secção

Artigos