Razões para usuários com depressão da comunidade Slowly se envolverem com informação tecnológica

Autores

  • Everton da Silva Camillo Universidade Estadual Paulista, UNESP
  • Marta Lígia Pomim Valentim Universidade Estadual Paulista, UNESP

Resumo

Esta pesquisa objetivou averiguar as razões para usuários com depressão da comunidade Slowly se envolverem com informação tecnológica, partindo-se de duas hipóteses: nula (H0) e alternativa (H1). Os dados da pesquisa foram coletados por meio do acesso à página de depoimentos públicos registrados no site oficial do Slowly na rede Internet, indexados sob o termo depressão. Em relação aos procedimentos metodológicos, aplicou-se a técnica Análise Categorial do método Análise de Conteúdo. As hipóteses foram testadas por meio do teste qui-quadrado. A primeira hipótese (H0) não foi rejeitada, porque os usuários com depressão da comunidade Slowly não desejam obter apenas apoio sentimental dos outros membros da comunidade. Conclui-se com a expectativa de que estudos futuros investiguem soluções para que pessoas com depressão e as mais propensas a se relacionarem com outras via Internet obtenham mais qualidade de vida. Também é desejável que novos estudos possam investigar a saúde mental de usuários assíduos nas comunidades virtuais/online, a fim de constatar se há tendências comportamental-depressivas nos usuários que se envolvem intensamente com o uso e produção de informação tecnológica nos espaços virtuais.

Palavras-chave: Comunidade virtual Slowly; Depressão; Informação tecnológica.

Biografias Autor

Everton da Silva Camillo, Universidade Estadual Paulista, UNESP

Doutorando e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/Marília). Bacharel em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo (USP/Ribeirão Preto).

Marta Lígia Pomim Valentim, Universidade Estadual Paulista, UNESP

Docente na Universidade Estadual Paulista (UNESP/Marília). Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP).

Downloads

Publicado

2020-12-26

Edição

Secção

Artigos