Nativos e Imigrantes digitais à luz dos paradigmas de Morin e Castells

Teresa Silveira

Resumo


No momento em que sobressai alguma desorientação por parte dos agentes educativos quanto aos curricula, bem como à melhor forma de integrar os media e as tecnologias na educação explícita e implícita, talvez devido à descrença do mito “nativos digitais” e “imigrantes digitais”, este artigo pretende à luz dos paradigmas da complexidade - apresentado por Edgar Morin - e tecnológico - defendido por Manuel Castells - compreender o que justificou a emergência e o conteúdo de cada termo, assim como as razões que parecem legitimar a perda de força e significado da semântica em torno destes conceitos.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.




Copyright © 2005 | CIC.DIGITAL-Porto | PRISMA.COM | ISSN 1646-3153  | DOI 10.21747/16463153 | Contacto: prisma.com@letras.up.pt 

 

  

Lista da Revistas