Da Web 2.0 à Universidade 2.0 - uma perspectiva de gestão

Bruno Soares, Cláudia Camelo, Luc Quoniam, Miguel Rombert Trigo, Antonio Cardoso

Resumo


Se existe alguma coisa mais intrigante com a Web 2.0 é o poder que ela confere aos visitantes de websites. Ela habilita os utilizadores da web para se tornarem parte integrante da criação de um site, associando-os a uma determinada marca ou serviço ou até mesmo a simples ideias. Ela cria um conjunto de conhecimentos promotores da inteligência colectiva, que se tornam úteis para todos os utilizadores. A Web 2.0 deu origem a outros conceitos 2.0 entre eles, o de universidade 2.0, impulsionadora do trabalho colaborativo como estratégia de gestão e de desenvolvimento de novas competências nos alunos. Neste artigo abordamos a perspectiva da gestão. Como exemplo de investigação aplicada analisamos alguns projectos de implementação do conceito de universidade 2.0 à gestão de uma Instituição de Ensino Superior: o ProjEst-Q – Projectos de Gestão Estratégica e Qualidade, a Academia – Educação Corporativa, o Clube, a Rede e o ServI.C.E.: Serviço de Fomento à Inovação e Competitividade Empresarial.

Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.




Copyright © 2005 | CIC.DIGITAL-Porto | PRISMA.COM | ISSN 1646-3153  | DOI 10.21747/16463153 | Contacto: prisma.com@letras.up.pt 

 

  

Lista da Revistas