“Você me paga, bandido!”:

Cruzamentos dialógicos entre narrativa literária e judicial de violência doméstica

Authors

  • Lúcia Gonçalves de Freitas Universidade Estadual de Goiás UEG
  • Maria Eugênia Curado Universidade Estadual de Goiás

Abstract

This article explores parallels between literary narratives and judicial narratives about domestic violence, based on the Bakhtinian dialogic concept of language. The article takes the short story “Você me paga, bandido!” by Dalton Trevisan and compares and contrasts it with narrative excerpts from judgments of the Superior Court of Justice concerned with the 'Maria da Penha' Law. This discursive-literary approach discusses gender issues that permeate domestic violence in Brazil and its treatment by the legal system after the advent of this law. The analyses explore more recurrent dialogical links that permeate the narratives, such as guilt mitigation, power games, notions of jealousy, honor, drunkenness, male dignity, female resistance and the trivialization of violence. We believe that the discursive-literary approach developed here can support interdisciplinary action both in the penal treatment of domestic violence, and in its prevention through educational measures.

Author Biographies

Lúcia Gonçalves de Freitas, Universidade Estadual de Goiás UEG

Doutora em Linguística pela Universidade de Brasília com estágio de doutorado na Universidade de Birmingham -UK. Professora do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologia da Universidade Estadual de Goiás. Realiza pesquisas na área de Análise de Discurso e Estudos sobre Mulheres, especialmente sobre as práticas judiciárias que tratam dos direitos das mulheres.

Maria Eugênia Curado, Universidade Estadual de Goiás

Licenciou-se em Letras - Português/Inglês pela Faculdade de Filosofia Cora Coralina (1996); especializou-se em Docência Universitária(1998) na UCG. Fez mestrado em Letras e Lingüística na Universidade Federal de Goiás (1998/2001). Doutorado em Comunicação e Semiótica na PUC-SP (2002/2006). Faz pesquisa sobre as relações entre a linguagem verbal e não-verbal com ênfase no diálogo da Literatura com as Artes Plásticas. Atualmente, é Professora Titular (concurso publico em Literatura Comparada ) no Departamento de Letras da Universidade Estadual de Goiás- UnU Cora Coralina. É docente do MIELT - Mestrado Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias da UEG. Contudo, sua primeira formação foi em Artes Visuais- Bacharelado - na UFG em 1974 até 1977 , frequentando o atelier de desenho e gravura em metal. Transferiu-se para Escola de Belas Artes da UFMG onde estudou até 1980. A partir de então, passou a desenvolver pesquisas individuais, conquistando inúmeras premiações, inclusive internacionais. Vice coordenadora do PPG-IELT - Program de Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação Linguagem e Tecnologias da Universidade Estadual de Goiás - 2016/2017 . Reconduzida para o cargo de vice -coordenação do PPG-IELT, gestão de 2018/2019

Downloads

Published

03.01.2022

How to Cite

Freitas, L. G. de, & Curado, M. E. (2022). “Você me paga, bandido!”:: Cruzamentos dialógicos entre narrativa literária e judicial de violência doméstica. Language and Law / Linguagem E Direito, 8(2). Retrieved from https://ojs.letras.up.pt/index.php/LLLD/article/view/8536