Utopia e Poder

Autores

  • Fernando Evangelista Bastos Instituto de Filosofia

DOI:

https://doi.org/10.21747/641

Resumo

Resumo
Uma sociedade capaz de criar utopias demonstra o seu vitalismo próprio, o seu desejo de perfectibilidade, o seu inconformismo…
Contudo, dever-se-á ter sempre presente que qualquer utopia proposta deve ter as suas raízes e o seu alcance na dimensão de um possível
temporalmente aceitável. Caso contrário, a utopia ficará prisioneira de um não-lugar meramente metafísico, com pouca utilidade política,
e onde apenas o discurso da ficção científica lhe poderá dar, eventualmente, um uso adequado. Por outro lado, não pode esquecer-se que a utopia não faz sentido como máscara do poder a que se contrapôs e lhe deu origem, sob pena de por em causa as razões da sua criação.
Palavras chave: Utopia, Poder, Política, Sociedade, Indivíduo.
Autores: Lewis Mumford, José Antonio Marina, Alain Touraine, Adalberto Dias de Carvalho, Jean Servier.

Abstract
A society capable of creating utopias demonstrates its own vitalism, its desire of perfectibility, its nonconformity... However, it should be remembered that any proposed utopia must have its roots and its scope the size of a temporally acceptable possible. Otherwise, utopia will be imprisoned in a purely metaphysical non-place, with little political utility, and where only the discourse of science fiction may possibly give it an adequate use. On the other hand, we cannot forget that utopia does not make sense as the mask of power against which it stood and to which it gave birth, at risk of jeopardizing the reasons for its creation.
Key words:
Utopia , Power , Politics, Society , Individual.
Authors:
Lewis Mumford, José Antonio Marina, Alain Touraine, Adalberto Dias de Carvalho, Jean Servier.

Downloads

Publicado

2015-07-06

Edição

Secção

Estudos