Letramento Acadêmico: prática cultural discursiva

Autores

Resumo

Este artigo pretende discorrer a respeito da necessidade premente e estratégias didáticas e pedagógicas em relação ao letramento acadêmico, na compreensão de universitários, enquanto sujeitos da linguagem, com valores e marcas identitárias. A proposta desta pesquisa é perscrutar teoricamente o letramento acadêmico, bem como lançar algumas prospecções, a partir de possibilidades práticas de sua apropriação no ambiente universitário pelos acadêmicos. estudo visa colaborar com a construção de conhecimentos que interfiram (re)signifiquem no processo do letramento acadêmico, por meio de reflexões, para que estudantes sejam construtores de seus próprios discursos e não somente reprodutores de discursos legitimados. Metodologicamente, a pesquisa se pauta em estudo bibliográfico e descritivo, de abordagem qualitativa. Para tanto, a análise epistemológica se fundamenta em Foucault (1996), Orlandi (1988) e Rodrigues (2009) para noção de discurso; Soares (2009) para letramento e Lea e Street (2014) para letramento acadêmico.

Palavras-chave: Letramento Acadêmico. Noção de Discurso. Processo de Aculturação.

Biografia Autor

Olira Saraiva Rodrigues, Universidade Estadual de Goiás - Brasil

Pós-doutorado na Faculdade de Letras da Universidade do Porto - Portugal. Pós-doutorado em Estudos Culturais pelo Programa Avançado de Cultura Contemporânea (UFRJ). Doutorado em Arte e Cultura Visual (UFG); Mestrado em Educação (PUC-GOIÁS); Graduação em Letras (UEG). Docente e pesquisadora da Universidade Estadual de Goiás e Coordenadora de Português para Estrangeiros do Programa Idiomas sem Fronteiras da Assessoria de Relações Externas da UEG.

Downloads

Publicado

2020-08-08

Edição

Secção

Artigos