Quero uma festa punk! Notas sobre eventos organizados por punks na periferia da cidade de São Paulo

Autores

  • Maria Celeste Mira
  • Edson Alencar Silva

Resumo

O objetivo deste artigo assenta na apresentação dos resultados de uma investigação realizada sobre a organização de eventos punks na cidade de São Paulo, em particular os realizados na zona norte da capital paulista. Nosso foco recaiu em compreender como estas produções ocorrem ininterruptamente desde o final dos anos 1970. Apontamos que este tipo de empreendimento obtém o seu sucesso a partir do do it yourself (DIY), lema absorvido como ética pelo movimento punk, ou seja, uma prática cultural que valoriza a autogestão e organização coletiva das mostras de bandas. Por ser adaptável em termos de contextos culturais e temporais distintos, possibilita o fortalecimento de laços de pertença e partilha de modos de ser e estar no mundo entre os punks da capital paulista.

Downloads

Publicado

2019-06-19