Processos decisórios estratégicos: utilização da dimensão simbólica para a compreensão dos aspectos subjetivos no uso da informação por gestore

Eliane Pawlowski Oliveira Araujo

Resumo


Em virtude do desenvolvimento das tecnologias de comunicação e informação, responsáveis por consolidar a informação e o conhecimento como novos ativos organizacionais, e do cenário de urgência que caracteriza a sociedade globalizada do século XXI, compreender o processo de tomada de decisão de um gestor pressupõe uma complexidade muito maior que os perfis de competências habituais conseguem expressar. Considera-se, assim, fundamental o uso de novas estratégias investigativas para compreender os fatores que influenciam a dinâmica decisória organizacional, tendo como foco o uso de informação para subsidiar a tomada de decisão. Neste sentido, apresenta-se o resultado de uma investigação na qual foram propostos métodos que abordam a dimensão simbólico-afetiva visando analisar os fatores inconscientes envolvidos na busca e uso de informação em atividades decisórias em organizações. O estudo se baseou nas Estruturas Antropológicas do Imaginário, de Gilbert Durand, e buscou relacionar, no processo decisório, a forma de percepção da realidade, o enfrentamento da angústia advinda desse processo e a determinação de comportamentos de busca e uso da informação para subsidiar a tomada de decisão. A pesquisa, que consistiu em estudos de casos múltiplos com onze gestores de diferentes organizações, teve como instrumentos metodológicos uma entrevista semiestruturada, com a inserção de elementos simbólicos, e a aplicação do Teste Arquetípico de Nove Elementos. Foi possível verificar, pela utilização do imaginário como um objeto sobre o qual se aplica uma hermenêutica, os aspectos que permeiam os comportamentos visíveis e como a informação pode perpassar o processo decisório sob uma perspectiva de motivações inconscientes para sua seleção e utilização. Considera-se que a presente pesquisa possibilitou validar o uso de instrumentos alternativos e ratificar a percepção de que o uso de informações vinculadas ao processo decisório organizacional pode ser ampliado para além da perspectiva de modelos comportamentais ou conceitos estáticos. Acredita-se que esta perspectiva pode colaborar para ampliar as fronteiras disciplinares da Ciência da Informação, incorporando novos conceitos ao campo.

Palavras-chave: Tomada de decisão organizacional. Dimensão simbólico-afetiva. Estruturas Antropológicas do Imaginário. Comportamento informacional.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.




Copyright © 2005 | CIC.DIGITAL-Porto | PRISMA.COM | ISSN 1646-3153  | DOI 10.21747/16463153 | Contacto: prisma.com@letras.up.pt 

 

  

Lista da Revistas