«Negros aqui brancos acolá»:

imagens do racismo na poesia de Agostinho Neto

Autores

  • Maria do Carmo Cardoso Mendes Universidade do Minho

Palavras-chave:

Agostinho Neto, Poesia angolana, Racismo

Resumo

Os propósitos principais do ensaio são: 1) Identificar a denúncia da segregação racial (em África, na Europa e nos Estados Unidos da América) feita por Agostinho Neto em diversas composições líricas; 2) Interpretar o apelo de Agostinho Neto sobre o imperativo africano de retorno à tradição; 3) Enfatizar o valor da poética de Neto para a reabilitação da cor negra; 4) Estabelecer diálogos entre o poeta angolano e outros escritores africanos; 5) Demonstrar que a poética de Agostinho Neto se empenhou na desconstrução da retórica da literatura colonial (assente, entre outros aspetos, na puerilização do negro ou mesmo na sua animalização, na negação da cultura e da História africanas e na legitimação do racismo).

Downloads

Publicado

12-06-2024

Edição

Secção

Dossier Temático