O espaço urbano no Egipto Greco-Romano : transformação e recriação de uma paisagem cultural milenar

Autores

  • Rogério Sousa

Resumo

Ao longo da Época Greco-Romana o Egipto tornou-se um território multicultural onde a tradição egípcia e a cultura helenística se fundiram, tanto no domínio das práticas funerárias, como do ponto de vista religioso. A introdução do elemento helenístico transformou decisivamente a paisagem cultural egípcia e o próprio território onde esta se implantava, criando novos padrões urbanísticos tanto nas novas cidades helenísticas, como nas milenares cidades autóctones. Esta mudança detecta-se nos programas desenvolvidos em larga escala de reconstrução e renovação dos templos, como no próprio urbanismo das necrópoles.

Downloads

Publicado

2018-10-02

Edição

Secção

Construir e Marcar a Paisagem