A preservação da memória material na Sé do Porto : (entre a Idade Média e a Época Contemporânea)

Autores

  • Maria João Oliveira e Silva

Resumo

A preservação da memória material, configurada sob a forma de documentos escritos, foi uma das preocupações dos homens encarregados do governo da catedral do Porto desde a Idade Média. Saber quem, onde e como se fez essa preservação é fundamental para compreender a organização da própria instituição, a evolução dos comportamentos face aos acervos a conservar, bem como conhecer as práticas arquivísticas utilizadas ao longo dos vários séculos. Somente a análise de todos estes vectores permite alcançar uma visão alargada sobre o papel da memória material/documental na Sé portuense no período em análise.

Downloads

Publicado

2018-10-04

Edição

Secção

Espírito do Texto