Erro como virtude: destruição relativa na aquisição do conhecimento e o convívio com a incerteza no ensino formal

Autores

  • Adriana Hamivka

Resumo

Este artigo tem como principal objetivo refletir sobre a importância do erro no âmbito do ensino formal na época contemporânea. Entende-se que errar é uma das componentes essenciais no processo de construção do conhecimento, capaz de impulsionar o aluno a procurar novos métodos para a resolução de problemas. O contexto regular de instituição escolar, de forma geral, está povoado de fronteiras normativas, o que aniquila o espaço canónico do erro. Como professores, sentimos uma necessidade quase primária de avaliar e corrigir o mais ínfimo detalhe do trabalho dos alunos, como se o sentido primário da nossa existência fosse apontar para os seus erros, proclamando que é a forma de ajudar a melhorar, a progredir, sem nos questionarmos sequer sobre a própria existência do mundo ou das palavras que prontamente usamos. Mas será essa a atitude correta e os conceitos «correto» e «errado» absolutos?

Downloads

Publicado

2019-07-01

Edição

Secção

Dossier Temático