A diáspora portuguesa como prioridade da política externa de Portugal: entre o discurso e a prática

Pedro Ponte e Sousa

Resumo


Neste artigo debruçamo-nos sobre a relação entre as comunidades portuguesas
no estrangeiro e o Estado Português (isto é, o país de origem). Considerando a política externa (PE) especificamente e a relação entre a sua estrutura e os fluxos migratórios existentes, procura-se analisar o papel das comunidades portuguesas na PE do país de origem. Ou seja, compreender a relação "estado (de origem) -expatriados" sob o ponto de vista do Estado, dado que as comunidades portuguesas são um elemento principal na PE portuguesa, e avaliar as diversas políticas para promover e fortalecer esses laços com a diáspora portuguesa pelo mundo.
O texto está estruturado da seguinte forma: primeiro, um breve enquadramento teórico e conceptual; seguidamente, iremos avaliar se as políticas para as comunidades portuguesas aparentam apresentar clivagens político-partidárias (se existem diferenças significativas entre as propostas apresentadas pelos governos compostos por diferentes grupos políticos); por fim, vamos 
oferecer algumas sugestões para um eventual reforço das relações com as comunidades portuguesas, ao mesmo tempo que exploramos as vantagens e os riscos de uma tal política.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

 

 

                     

 

 

          

 

Lista das Revistas