Submissões

Acesso ou Registar-se para submeter um artigo.

Condições para Submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

Instruções para Autores

NORMAS EDITORIAIS

ARTIGOS | RECENSÕES CRÍTICAS | DECLARAÇÃO DE CEDÊNCIA DE DIREITOS

1.  Os autores devem:

a)  Especificar a secção a que se destinam:

i) Dossiê Temático

ii) Outros Estudos

iii) Recensões Críticas

b)  Submeter no sítio da Internet: http://ojs.letras.up.pt/index.php/historia/about/submissions#onlineSubmissions

 

Passo 1. Registar-se na plataforma https://ojs.letras.up.pt/index.php/historia/user/register

-  "Registar-se como" e escolher todas (as 3) opções: Autor; Leitor; Revisor;

-  Uma vez registados, fazer login no próprio perfil;

-  Clicar em "Nova submissão";

 

Passo 2. Transferência do manuscrito: depois de ter escolhido o ficheiro, clique em transferir para guardar o seu artigo na plataforma – ATENÇÃO, NUNCA COLOCAR O SEU NOME, NEM DAR QUALQUER INDICAÇÃO, AO LONGO DO TEXTO, QUE O IDENTIFIQUE COMO AUTOR;

 

Passo 3. Metadados da submissão (Indexação):

-  em caso de submissão de artigo: indique o seu nome apenas com as iniciais em maiúsculas: ex. Inês Amorim; assim como no título do artigo ex. Os mosteiros da diocese do Porto (séc. XI)

-       em caso de recensão, no campo do título, indique só a obra OBJETO DE RECENSÃO, nesta forma ex. MACEDO, Jorge Borges de (1989), A situação económica no tempo de Pombal. Alguns aspectos, Lisboa, Gradiva. ISBN 9789726621263, 254 pp.

 

Passo 4. Metadados da submissão (Indexação):

-  no campo Resumo insira os 4 resumos em Português, Inglês, Francês e Espanhol, nos quais deve incluir, igualmente, os títulos nas respetivas línguas, assim como as palavras-chave.

- indicar o título completo do texto em Português, Francês, Espanhol e Inglês.


2. Os artigos devem:

2.1  Ter uma extensão não superior a 50.000 caracteres (com espaços), incluindo notas de rodapé, referências bibliográficas, anexos e ilustrações e estarem redigidos num dos seguintes idiomas: Português, Francês, Inglês ou Espanhol.

2.2  Ser acompanhados por quatro resumos, nas línguas portuguesa, francesa, espanhola e inglesa (com um máximo de 700 caracteres - incluindo espaços) e até quatro palavras-chave nos mesmos idiomas.

2.3  Ser redigidos em páginas A4, todas numeradas, espaço entre linhas de 1,5, tipo de letra Times New Roman e corpo de letra 12, em formato Word for Windows ou compatível, sem adicionar espaçamento antes ou depois dos parágrafos. As margens devem ser:

§ superior e inferior: 2,5 cm

§ esquerda e direita: 3 cm

§ parágrafos com avanço na primeira linha: 1 cm

2.4  Conter a indicação clara do local de inserção de quadros, gráficos, figuras e fotografias no texto.

2.5  Os quadros, gráficos, figuras e fotografias, a serem incluídos, deverão ser numerados de forma contínua e não podem ter uma largura superior à do corpo do texto

2.6  Estes elementos devem ser acompanhados dos respetivos títulos e fontes devendo estes últimos ser redigidos com corpo de letra 11 e espaçamento 1,15.

2.7  A inclusão de documentação iconográfica é autorizada desde que o autor do artigo declare que obteve previamente a necessária autorização para a sua reprodução e utilização.

2.8  As notas de rodapé, identificadas por ordem numérica, devem ser redigidas com corpo de letra 10 e espaçamento de 1,15. A numeração das notas deve ser contínua do princípio ao fim do texto.

2.9   No caso de uma nota de rodapé se encontrar junto a um ponto final ou a uma vírgula o número deverá aparecer antes desses sinais de pontuação.


3. As recensões críticas devem ser precedidas da referência completa da obra e não devem ultrapassar os 8.000 carateres, incluindo espaços.

 

4. Citações e referências bibliográficas:

4.1. As citações serão incluídas no corpo do texto, de acordo com a seguinte apresentação:

- Apenas um autor - (Ribeiro, 2016)

- Apenas um autor com indicação da página - (Ribeiro, 2016: 344)

- Dois autores - (Rosas & Mariz, 2008: 350)

- Vários autores - (Pereira et al., 2010)

- Autor referido no próprio texto - Amorim (2008)

As citações de excertos de textos devem ser integradas no corpo do texto, entre aspas curvas e sem itálicos. No caso de as citações terem mais de três linhas deverão ser redigidas em corpo de letra 11, com espaçamento simples, avanço à esquerda de 1,25 cm e avanço da primeira linha de 1 cm, entre as aspas curvas e sem itálicos.

 

4.2. As referências bibliográficas devem ser colocadas no fim do texto e ordenadas alfabeticamente pelo apelido do autor. Caso exista mais do que uma referência com a mesma autoria, estas devem ser ordenadas da mais antiga para a mais recente.

a)  Livro com um autor:

MACEDO, Jorge Borges de (1982), A situação económica no tempo de Pombal. Alguns aspectos, Lisboa, Moraes Editores.

 

b) Livro com mais de um autor:

CATROGA, Fernando; MENDES, J.M. Amado; TORGAL, Luís Reis (1996), História da História de Portugal – séculos XIX-XX, Lisboa, Círculo de Leitores.

 

c)  Livro com mais de quatro autores:

ALMEIDA, João Ferreira et al. (1992), Exclusão social: Factores e tipos de pobreza em Portugal, Oeiras, Celta Editora.

 

d)  Capítulo em livro:

MAGALHÃES, Joaquim Romero de (1993), “O enquadramento do espaço nacional” in José Mattoso (dir.), História de Portugal. III Vol., No alvorecer da Modernidade (1480-1620), Lisboa, Editorial Estampa, pp. 13-60.

 

e)  Artigo em publicação periódica:

ROSAS, António; MAIZ, Ramón (2008), “Democracia e cultura: da cultura política às práticas culturais democráticas”, Revista da Faculdade de Letras – História, III série, vol. 9, pp. 337- 356.

 

f)  Artigo em publicação periódica online:

AMARAL, Luís Carlos (2007), “Formação e desenvolvimento do domínio da diocese de Braga no período da Reconquista (séc. IX-1137)”, Revista da Faculdade de Letras – História, III série, vol. 9, pp. 337-356, [consulta em 12/09/2009]. Disponível em: http://www.letras.up.pt/luisamaral.pdf

 

g)  Publicações online:

 DIÁRIO DA REPÚBLICA (2007), Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior, [consulta em 05/07/2017]. Disponível em: https://dre.pt/application/dir/pdf1sdip/2007/09/17400/0635806389.pdf.

 

h)  Comunicações em eventos científicos:

MARQUES, João Francisco (2005), “Teofanias cristológicas: milagres e santuários no Alto e Baixo Minho”, in Em torno dos Espaços Religiosos – Monásticos e Eclesiásticos, Actas do Colóquio de Homenagem a Frei Geraldo Dias, Porto, Instituto de História Moderna, Universidade do Porto, 6 de dezembro 2004.

 

i)  Teses:

PAC, Bertrand, (2016), L'historique du quartier de la Défense et ses représentations dans la presse. L'évolution de la perception d'un grand quartierd’ affaires, Tese de Doutoramento em «Histoire Moderne et Contemporaine», Bordeaux, Université Bordeaux Montaigne.

 

j)  Legislação:

Decreto-Lei nº 79/2014, de 14 de maio, Formação de Professores.

 

k)  Citações de documentos:

As citações documentais deverão integrar todos os elementos necessários a uma rigorosa identificação da espécie, recorrendo a abreviaturas ou siglas após a primeira referência completa.

A indicação dos fundos documentais deverá ser feita em itálico.

Ex. Arquivo Nacional Torre do Tombo (ANTT), Chancelaria D. Afonso V, lv. 15, fl. 89.


5.   Os autores devem cumprir o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, em vigor desde o dia 1 de janeiro de 2009. Na citação de textos produzidos antes do referido acordo deve ser respeitada a ortografia original.


6.   Os autores cedem à Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto - História o direito exclusivo de publicação dos seus textos, sob qualquer meio, incluindo a sua reprodução e venda em suporte papel ou digital, bem como a sua disponibilização em regime de livre acesso em bases de dados.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços fornecidos nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.