Cavaleiros e Escudeiros no Porto de inícios do século XV

Autores

  • Marco Alexandre Ribeiro FLUP

Resumo

Este trabalho procura entender a verificável presença de “cavaleiros” e “escudeiros” nas sessões camarárias do Porto nos finais do século XIV e inícios do século XV, recorrendo aos livros de Atas de Vereação do período em análise, mas também através do cruzamento com outras fontes documentais. Pretendemos compreender de que forma conviveu esta realidade com o privilégio que a cidade há muito guardava e pelo qual permanentemente lutou durante séculos, pelo menos até ao reinado de D. Manuel I, que impedia a residência e/ou permanência de fidalgos no espaço interior dos muros do Porto.

Downloads

Publicado

2021-07-12