O Porto e a Grande Guerra no mar

Augusto Salgado

Resumo


Resumo: Quando Portugal entra na Grande Guerra, os portos portugueses não se encontravam preparados para se defenderem de quaisquer ataques alemães, mesmo o porto de Lisboa. Só após Portugal entrar na guerra é que as autoridades navais e do Exército estabelecem os primeiros planos para a defesa de Leixões e do Douro. No entanto, apesar dos meios conseguidos, os portos do norte mantêm-se encerrados até os ingleses implementarem novas medidas defensivas. Mais tarde, são os franceses que estabelecem uma base de patrulhas em Leixões para apoiar os comboios de cabotagem em viagem entre o Mediterrâneo e o Atlântico, apoiados por uma base aérea em S. Jacinto, Aveiro. Através de documentação inédita, tentaremos analisar os acontecimentos navais na zona de Leixões e do Porto durante a Grande Guerra.

Palavras-chave: Porto, Leixões, Grande Guerra, U-Boats, Guerra Naval


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

 

 

 

                 

      

 

 

 

Lista das Revistas