De Espanha ao México. A passagem de refugiados por Portugal no contexto da Guerra Civil de Espanha: o caso de Mateos Tuñón Albertos

Autores

  • Fábio Alexandre Faria ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE - IUL) Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES - IUL) http://orcid.org/0000-0002-3803-0374

Resumo

Este artigo analisa a presença de refugiados em Portugal no contexto da guerra civil de Espanha e da instauração do regime franquista, facilitada pela proximidade geográfica. Receoso do contacto com o exterior, o regime salazarista desenvolveu uma repressão dirigida estes refugiados, considerados indesejáveis, procurando impedir que estes se estabelecessem definitivamente no país. Aborda-se o caso de Mateos Tuñón Albertos, chegado ao país depois da guerra civil, que exemplifica a realidade vivida por muitos refugiados, experienciando as dificuldades que se lhes colocaram para sobreviver e sair do país com destino ao México.

Biografia Autor

Fábio Alexandre Faria, ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE - IUL) Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES - IUL)

Bolseiro de Doutoramento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (Referência SFRH/BD/114813/2016). Doutorando em História Moderna e Contemporânea – Defesa e Relações Internacionais no ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, tendo como instituição de acolhimento o Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES - IUL).

Downloads

Publicado

2021-01-14

Como Citar

Faria, F. A. (2021). De Espanha ao México. A passagem de refugiados por Portugal no contexto da Guerra Civil de Espanha: o caso de Mateos Tuñón Albertos. História: Revista Da Faculdade De Letras Da Universidade Do Porto, 10(2). Obtido de https://ojs.letras.up.pt/index.php/historia/article/view/9158

Edição

Secção

Outros estudos