O discurso publicitário ao serviço da construção da identidade no Estado Novo: o caso de Mundo Gráfico

Isabel Margarida Duarte, Aldina Marques, Alexandra Guedes Pinto

Resumo


O discurso publicitário é simultaneamente um reflexo do contexto em que é produzido e um agente de mudança sobre o mesmo. No presente estudo, analisamos o discurso publicitário na revista Mundo Gráfico com o propósito de identificar alguns aspetos da identidade portuguesa no tempo do Estado Novo, nomeadamente da identidade nacional e da identidade individual, do homem e da mulher portugueses de então. Simultaneamente, foi nosso propósito identificar as estratégias discursivas envolvidas na construção destas identidades, em particular as estratégias de natureza enunciativo-pragmática, tais como a identificação das vozes enunciativas em diálogo nos anúncios. Ainda, olhamos para os anúncios como manifestações textuais de um género, identificando sumariamente algumas das suas características.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


 

 Todos os textos publicados se encontram protegidos pela Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial (cc-by-nc), que permite a partilha dos mesmos, para fins não comerciais, com atribuição da autoria e publicação inicial nesta revista.

 

LISTA DAS REVISTAS